Projeto do Instituto Senai de Inovação de São Leopoldo (RS) representou o Brasil na feira EUREKA, em Lima – Peru

CONCYTEC (El Consejo Nacional de Ciencia, Tecnología e Innovación Tecnológica) está empenhado em inovar o ensino da ciência e promover a pesquisa científica e tecnológica em instituições educacionais com o objetivo de consolidar e conquistar vocações para carreiras de ciência e tecnologia.

A Feira Nacional de Ciências e Tecnologia “Eureka” promove o uso da metodologia científica nas ciências naturais, ciências sociais e nas ciências tecnológicas. Também promove pesquisas científicas, promovendo uma paixão pela ciência e pela tecnologia; e promovendo as capacidades e habilidades científicas e tecnológicas, tanto em professores quanto em estudantes.

Na EUREKA participam estudantes de ensino primário, secundário e Técnico das instituições educacionais públicas e privadas do Peru e exterior, orientados por professores e usando métodos e procedimentos científicos.

O projeto científico do estudante Felipe de Quadro Corrêa do Instituto Senai de Inovação – ISI SIM, no município de São Leopoldo, será apresentado na feira Eureka 2017, que será realizada na cidade de Lima, Peru, no período de 9 a 13 de novembro deste ano.

O projeto “Dispositivo para padronização de emendas de fios de diâmetro de  até 2,5 mm “, desenvolvido pelo estudante do Instituto Senai de Inovação em Metalmecânica – ISI SIM, Felipe de Quadro Corrêa, é resultado de minuciosa pesquisa e coleta de informações ao observar a dificuldade dos eletricistas em fazer emendas em locais com difícil acesso, utilizando apenas dois alicates ou até mesmo o processo manual, analisando que esse método de processo é muito arcaico e desconfortável.

O dispositivo funciona através de um trabalho manual, onde os fios são colocados nos dois furos frontais, e então o cabo é empurrado para frente onde há uma pinça, para que as duas hastes façam o movimento de aperto, travando assim os fios para o movimento giratório seja feito, e assim a emenda concluída. O movimento giratório é de aproximadamente 18 voltas para fios flexíveis e 15 voltas para fios rígidos.

Constatou-se que a ergonomia do dispositivo teve muito sucesso, sendo assim, houve otimização do processo de realização das emendas, por ter uma melhor fixação e um melhor conforto. Já na redução de peso, foi constatado que o dispositivo dispôs de um peso regular, semelhante às outras ferramentas, porém, com a troca de material condutor para isolante, o mesmo disponibilizaria uma redução de peso brusca em relação ao atual.

Anderson André da Rosa Souto – Instrutor de Educação Profissional Técnica

Felipe de Quadro Corrêa – Aluno do Curso técnico de Mecânica


Gabriel Menegazzi Conceição                                                                                    Zootecnista pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM                               Representante internacional e editor do blog da Rede POC                                   Email: menegazzi@mail.ufsm.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *