Estudantes da Escola Estadual de Ensino Médio Pedro Meinerz – Santa Rosa – RS – apresentam seu projeto de pesquisa no Edinburgh International Science Festival na Escócia

Os estudantes André Ricardo Pacoff, Avelino Dietriech e Nelson de Oliveira Filho, orientados pelas Profas. Marlene Ludwig de Oliveira e Vania Ghellar Brun, desenvolveram o projeto: Prosthetic foot in low cost carbon fiber – Protése de pé em fibra de carbono de baixo custo, na Escola Estadual de Ensino Médio Pedro Meinerz – Santa Rosa – RS.

O projeto foi avaliado pela Rede POC durante a MOSTRATEC e então selecionado para compor o time que representará o Brasil na Escócia.

Mini Maker Faire é uma das inúmeras atividades do Edinburgh International Science Festival (EISF), que é um dos mais prestigiosos e tradicionais festivais científicos do mundo e o maior da Europa. Foi criado em 1989 com o objetivo de mostrar as belezas da Ciência e sua importância para nossa vida. O evento é uma iniciativa da Edinburgh International Science Festival Foundation com apoio da Prefeitura de Edinburgh, do Governo Escocês, da Universidade de Edinburgh, da Royal Academy of Engineering, da Scottish Environment Protection Agency e de várias empresas, fundações e instituições acadêmicas britânicas.

A Mini Maker Faire é um evento ligado à feira mundial Maker Faire, criada em 2006 em San Mateo, Califórnia, USA, para estimular a integração de cientistas, engenheiros, inventores, geeks, artesões, clubes de ciência, artistas, estudantes e representantes de empresas de todas as idades e níveis de escolaridade ou formação num evento para celebrar a criatividade e inventividade.

Em 2013, a MAKER FAIRE celebrou sua 8ª. Edição anual com a participação de 900 “makers” e mais de 120 mil visitantes. E a partir desse ano, foram criadas “Minis” Maker Faires em várias cidades do mundo: Detroit, Edinburgh, Kansas City, Newcastle (UK), Roma e Tóquio. A Edinburgh Mini Maker Faire de 2018 espera receber mais de 100 projetos e mais de 5 mil visitantes.

A Escócia além de ser famosa pelas suas tradições, pelo monstro do Lago Ness e pelo seu whisky, também é reconhecida mundialmente pela sua tradição em Ciência e Tecnologia. Entre inúmeros fatos, podemos lembrar que toda a tecnologia moderna é baseada na Teoria Eletromagnética desenvolvida por James Maxwell, o pioneirismo na biotecnologia com a clonagem da ovelha Dolly e o Prêmio Nobel de Física de 2013 para Peter Higgs por sua teoria que levou à descoberta de uma nova partícula elementar, concluindo uma das maiores buscas recentes da Ciência mundial.

Além disso, a Escócia é o país dos festivais, com mais de 300 eventos programados para o ano de 2018 – de Música a Ciência! E Edinburgh concentra os mais importantes, entre eles, o Edinburgh International Science Festival.

A programação é constituída de palestras, oficinas, shows, filmes, performances e exposições que ocorrem das 8h às 22h distribuídas em vários locais: City Art Centre, St Andrew Square, the Royal Botanical Gardens, National Museum of Scotland, Edinburgh Zoo, George Square Theatre e em vários museus e pontos importantes da cidade.

A Mini Maker Faire acontecerá de 10 a 15 de abril e o Brasil terá a participação de 7 instituições, de 5 estados (BA, CE, MG, RS, SP), 23 integrantes, sendo 9 professores/acompanhantes e 14 estudantes.

Os acompanhe pelo Facebook: https://www.facebook.com/protese.fibradecarbono.5

Conheça o projeto:

This project is one prosthetic foot in carbon fiber and other materials that enable the reduction of costs for the production and distribution to victims of amputation of the lower limbs. Based on a personal experience of lower limb amputation for traffic accident, the intention of this project is to provide a possibility of locomotor comfort and stability for people who go through the same problem, having the possibility of implanting a prosthesis that enable the insertion in the labour market or even carrying out everyday tasks. The realization of the project went through stages of manufacture of blade models, relying on tests in loco and with the direct participation of a user of 1/3 prosthesis of amputated leg. The choice of material started from a search for the cost reduction and the use of materials accessible to the acquisition and production of the prototype of the prosthesis. For making the blade the following components were used: carbon fiber, epoxy resin (hardener), galvanized material of 1.5 mm thick saw blade 7 tape “(inches) wide by 1 mm thick, 50 mm aluminum shaft diameter by 50 mm thick, all were pressed in a specific way to merge a single blade. The prosthesis is composed of three parts: mechanical carbon fiber foot, fixing shaft and the glass where it’s docked to the severed limb.


Gabriel Menegazzi Conceição                                                                                    Zootecnista pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM                               Representante internacional e editor do blog da Rede POC                                   Email: menegazzi@mail.ufsm.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *