Arquivos da categoria: Geral

Como prever a habilidade matemática de uma pessoa

Pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, criaram uma nova fórmula para prever a capacidade de crianças e jovens em desenvolver habilidades na área de exatas. Para isso, o grupo de cientistas calcula o número de neurotransmissores de cada indivíduo, segundo estudo publicado na revista científica PLOS Biology.

Vale explicar que neurotransmissores são substâncias químicas essenciais para o funcionamento do cérebro, já que são os responsáveis ​​por transportar mensagens entre os neurônios e outros tipos de células. No caso da pesquisa britânica, foram analisados dois neurotransmissores específicos: o glutamato e o ácido gama-aminobutírico (GABA). Ambos já eram conhecidos por se relacionarem com a plasticidade do cérebro e a capacidade de aprendizado.

No cérebro, o glutamato e o GABA têm papéis que são complementares. Isso porque o glutamato excita os neurônios, enquanto o GABA os inibe. É no equilíbrio entre as atividades dos dois que os pesquisadores entendem ser possível captar e aprender novas informações.

Esse funcionamento é imutável?

Na nova pesquisa, os cientistas investigaram esses neurotransmissores por um período maior que um ano, acompanhando o desenvolvimento de crianças e jovens. “Nosso estudo transversal e longitudinal sugere que a ligação entre a plasticidade e a excitação e inibição do cérebro em diferentes estágios provavelmente não será imutável”, explicou o neurocientista Roi Cohen Kadosh, da Universidade de Oxford.

Esta descoberta abre um precedente interessante para que as habilidades, como a de matemática, possa ser melhorada. Além disso, a relação natural entre esses neurotransmissores — glutamato e GABA — e a capacidade cognitiva parece se alterar com o passar do tempo.

Estudo com crianças e jovens sobre a capacidade matemática

No estudo, 255 voluntários com pelo menos seis anos — e também estudantes universitários — foram acompanhados pelo período de um ano e meio. No levantamento, foram usados dados de dois testes de matemática — o primeiro feito no momento de entrada no estudo e o segundo realizado no último período de participação — e varreduras de ressonância magnética.

As análises demonstraram que os níveis de neurotransmissores registrados no primeiro exame poderiam prever a habilidade matemática nos exames posteriores. Nas crianças, níveis mais altos de GABA e níveis mais baixos de glutamato foram associados a melhores resultados em matemática, mas nos voluntários mais velhos foram aqueles que mostraram níveis mais baixos de GABA e níveis mais altos de glutamato que tiveram o melhor desempenho nas tarefas da disciplina.

“Nossa descoberta de mudanças de desenvolvimento na ligação entre GABA e glutamato e desempenho acadêmico destaca um princípio geral desconhecido de plasticidade”, apontou Kadosh. No futuro, essas descobertas podem auxiliar professores a encontrarem abordagens que mantenham as crianças interessadas em matemática, principalmente para o grupo que tem menos habilidade “natural”. No entanto, novas pesquisas ainda são necessárias para compreender essas questões.

Publicado na revista científica PLOS Biology, o estudo completo sobre a relação entre a capacidade em ciências exatas e o número de neurotransmissores pode ser conferido aqui.

Texto originalmente publicado em Canal Tech; Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | Fonte: Science Alert  

Venha conhecer o maior fórum científico juvenil do mundo

Inscrições para a Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras

A Rede POC deseja um feliz 2021!

Como participar de uma feira científica internacional?

India International Science Festival 2020

Como participar de uma feira científica internacional? Perspectivas para 2021

Projetos premiados na 8ª FEBRAT, são selecionados pela Rede POC para reprentar o Brasil na Feira Eureka Virtual – Peru 2020

Em parceria com a Rede POC, Rede do Programa de Olimpíadas do Conhecimento a 8ª Feira Brasileira dos Colégios de Aplicação e Escolas Técnicas – FEBRAT, premiou no último dia 20 de novembro, 3 projetos brasileiros para a Feria de Ciencias del Perú – Eureka Virtual 2020 que ocorrerá de 30 de novembro a 09 de dezembro de 2020.

Estarão presentes no evento:

Representando o projeto Mujeres Invisibles: Experiencia de Mujeres viviendo en las calles y su relación com la higiene en el período menstrual, com orientação da Professora Aloísia Laura Moretto, estarão as estudantes Larissa Silva Oliveira, Luana Barbosa Moreira e Yandra Ribeiro dos Santos, de Campinas – SP.

O projeto: Variação Linguistica na Escola: Uma Uma Investigação no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe, de autoria da estudante Melissa Lima Sá (Alumna) , orientado pela professora Éccia Alécia Barreto, de  São Cristóvão – SE.

E Ingeniería Sostenible – Fase II: La innovación en el mercado de gafas a partir de la

elaboración de monturas con el uso de fibras vegetales y materiales reciclados, representado pelas estudantes Josyane Cardozo dos Santos e Mariana Corrente com a orientação da professora Eduarda Borba Felhberg, de Sapucaia do Sul – RS, completam a delegação brasileira.

A 8ª FEBRAT é um projeto proposto pelo Centro Pedagógico: Escola de Educação

 Básica e Profissional da Universidade Federal de Minas Gerais (CP-EBAP-UFMG) visando à integração entre o conhecimento gerado a partir de instituições educacionais de todo o país, à socialização da produção do conhecimento e à premiação dos trabalhos de maior relevância para sua área.

A EUREKA é um dos mais tradicionais eventos de estímulo ao protagonismo juvenil pela Ciência e Tecnologia na América Latina e reúne anualmente os 74 melhores projetos desenvolvidos pelos estudantes das escolas peruanas, que envolve mais de 1 milhão de estudantes. Atualmente é organizada pelo Ministério da Educação do Peru com apoio do CONCYTEC – Consejo Nacional de Ciencia y Tecnologia.

A Rede POC Parabeniza à todos pelo excelente desempenho e deseja muito sucesso!

The World Math Tournament 2020

16ª Semana do Nosso “Ciclo Masterclass – Aprendendo e Compartilhando experiências”

Nossas Embaixadoras ó é, r e í convidam todos a participarem e fazerem parte deste movimento na Educação.
Dia 11 de novembro, às 18H30, estaremos com o convidado Ozimar PEREIRA. Graduado em Física e Mestre em Ensino de Ciências pelo Instituto de Física e pela Faculdade de Educação da USP. Idealizador, coordenador, organizador e incentivador da Iniciação Científica Júnior e das olimpíadas do conhecimento desde 1987. Um dos idealizadores da Olimpíada Brasileira de Física, da Olimpíada Paulista de Física, do International Young Physicists Tournament (Brasil), da Olimpíada Brasileira de Ciências e da Viagem do Conhecimento (National Geographic). Atualmente é diretor acadêmico da Rede POC – Rede do Programa de Olimpíadas do Conhecimento, responsável pela coordenação no Brasil dos seguintes eventos: Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras, AIMO – Asia International Mathematical Olympiad, Southeast International Mathematical Olympiad, World Mathematical Team Championship, World Mathematics Invitational, London International Youth Science Forum entre outros.
Participem!
Link da Live abaixo: